domingo, 5 de outubro de 2008

Espírito olímpico

Em dia de eleições, nada melhor q usar um título completamente diferente...
Enquanto eu escrevia essas palavras, uma galinha fazia um barulho ensurdecedor no terreno vizinho. Seria uma raposa? No próximo parágrafo, a resposta...
raposas e raposas, e nenhuma se enquadra no nosso mistério. De fato, a instauração do mistério da galinha é a única certeza...
Voltando às borboletas, assoar o cérebro pelo nariz é possível...
Duas semanas e tudo q eu consigo é um estágio novo... a falta de óculos atrapalha a (des)concentração, então aguardem "velharias" para os próximos dias...

2 comentários:

Ka disse...

Ah, meu!
Me conta onde você toma este suco alucinógeno, hahahahahaha.
Espirrar o cérebro pelo nariz foi ótimo! Conheço um bucado e gente que perdeu o seu assim, hahahahahaha.

TATIANA REZENDE disse...

Nas eleições todas as raposas ficam à solta...