segunda-feira, 16 de outubro de 2006

O roto falando da desculpa esfarrapada

O primeiro texto a gente nunca esquece... pelo menos quando a gente sabe qual foi o primeiro texto... se preferir considerar a palavra falada como texto, talvez tenha sido ma-ma, ou pa-pa... se levar em conta qualquer manifestação como texto, talvez uma careta, um choro... se a vida começa na fusão do óvulo com o espermatozóide, o meu primeiro texto foi uma divisão... acho que devo definitivamente desistir da comunicação e começar engenharia... talvez eu fosse muito novo pra entender aquilo, talvez eu ainda seja muito novo... talvez o perhaps, talvez o maybe, talvez o português...
O mundo não pára, já dizia o poeta... talvez ele esteja indo muito rápido... mas tudo isso é bobagem, hora de parar com desculpas e fazer o mundo parar. Talvez... hehehehehehe

6 comentários:

Karina International disse...

Putz grila
mesmo sem querer este filho da "mother" escreve bem... Como eu queria ser assim, escrever na louca e ter um texto bom! Caraca malucoooo
Estou inaugurandooooooooo
que maravilha
Maravilha nada, olha a falta de "communication" hahahaha
Bjussssss Ka

Anônimo disse...

eu fico falando se você fizesse letras xD
bjo, debora =]

Anônimo disse...

O primeiro comentário é que não se esquece... se é que pode vir realmente em forma de texto, pois se fomos analisar a primeira crítica, analisaria meus pensamentos, que no momento em que leram o texto surpreenderam-se, ou não, da maravilhosa capacidade que tens para expressar suas vontades...É Alexei, o mundo não pára, o que pára são as atitudes corretas que os humanos reagem a ele... portanto, talvez tente mesmo fazer tudo parar e aproveitar para fazer coisas que talvez só podemos se tivermos capacidade de fazê-lo mudar...

Anônimo disse...

Meeeeeeeeeeeo deeeeeeeeeeos!!!! Agora até o meu irmão, sim, aquele ex-anti-social, tem um blog!! =O Aonde é q este mundo vai parar??? Tá loko!! Só falta fazer um flog agora, aí sim, será o apocalipse!! XD~
Bjozzz loko, e eu não vou assinar pq vc não sabe qm é u.u

Anônimo disse...

Oooorra! Realmente, um ser ex-anti-sociável. Cada coisa. Acho que estamos "evoluindo". hahaha

Abraços!

Ivan

Igor disse...

Qdo eu penso q vc nao tinha mais nada pra fazer, vc me vem com essa ainda!
Putz...eu li, nao entendi mto bem o sentido mas eu li!
Nunca te entendi mto bem Câimbra, entao ta dentro!